Por Alysson Silva

 

O longa é livremente inspirado na obra da escritora e traz no elenco Simone Spoladore e Javier Drolas.

 

 

Primeiro longa de ficção da diretora Marcela Lordy, “O LIVRO DOS PRAZERES” é uma livre adaptação da obra “Uma Aprendizagem ou Livro dos Prazeres”, de Clarice Lispector, uma das mais importantes escritoras em língua portuguesa do século XX. Uma coprodução Brasil-Argentina, entre bigBonsai, Cinematográfica Marcela, Rizoma Films, República Pureza e Canal Brasil, o filme traz para os tempos atuais a narrativa do livro publicado em 1969.

No ano do centenário de Clarice Lispector, o filme foi selecionado para a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que acontece entre 22 de outubro a 04 de novembro, na competição Novos Diretores, e também para a Competição Oficial do Festival de Vitória de 24 a 29 de novembro.

Ainda no contexto das comemorações e eventos que marcam os 100 anos da escritora, o filme e a diretora farão parte de um Colóquio Internacional promovido pela Faculdade de Filosofia e Letras da Universidade de São Paulo nos dias 19, 20 e 21 de outubro, numa mesa com a psicanalista Maria Lucia Homem – Mesa 12, Clarice no cinema, dia 21 das 15:45 às 16:30.

 

O LIVRO DOS PRAZERES’ acompanha Lóri (Simone Spoladore), uma professora que vive a monotonia de uma rotina de trabalho e relacionamentos furtivos até que conhece Ulisses (Javier Drolas), um professor de filosofia argentino, egocêntrico e provocador. É com ele que Lóri aprende a amar enfrentando sua própria solidão. Uma jornada de investigação íntima, de cara a cara com a angústia e a dor, numa trajetória só possível pelo encontro, troca e aprendizado entre os dois.